COMPARTILHAR

Estou envolvido em um projeto que me despertou para um mercado que anda a passos largos e casa muito bem com a Internet. Trata-se do Mercado de Luxo.

Durante minhas pesquisas para descobrir mais um pouco sobre este mundo, notei que associam muito o luxo a moda. Linkam o luxo com todas aquelas marcas famosas de roupas, bolsas, sapatos…na verdade o luxo é muito mais que moda! Em 2011 este mercado movimentou quase 12 bilhões de dólares, 33% mais que em 2010, segundo um estudo da consultoria MCF, especializada nesse mercado.

O luxo pode estar presente em diversos mercados além da moda, como na culinária, automobilístico, em viagens, náutico, imobiliário…

Primeiro, temos que entender o perfil das pessoas que consomem o luxo. Se falarmos somente da classe A, ela representa cerca de 4,5% do total da população do País, porém não podemos esquecer que temos pessoas da classe B que também consomem o luxo.

Entender seus hábitos é essencial para traçar estratégias para atraí-los. Para este público o preço pouco importa, ele gosta de exclusividade, exige atendimento personalizado e ações personificadas. Tenha atenção na abordagem e na linguagem utilizada.

Pensando no mercado imobiliário, é uma excelente área para explorarem estas ações. Temos hoje diversos empreendimentos que precisam ser tratados de forma diferente e suas estratégias pensadas para este perfil. Diversas incorporadoras criaram departamentos e equipes específicas pensando no segmento econômico, mas não vi nenhuma fortalecendo o segmento para o público do mercado de luxo. Será que não é necessário?

E como encontrar e se comunicar com este público? A resposta é: na Internet!

Hoje, temos cerca de 80 milhões de pessoas com acesso à Internet no País das quais 54% correspondem à classe AB, segundo o Media Book 2012, divulgado pelo IBOPE.

Este público consome muita tecnologia e conteúdo digital. Se utiliza cada vez mais da internet para buscar informações e se manter atualizado. Não é a toa que uma das redes sociais que mais utiliza é o Twitter, curte as marcas no Facebook, assiste vídeos no Youtube e utiliza também o Instagram.

Enfim, poderia ficar aqui falando muita coisa, casando o mercado de luxo com a internet, mas a minha intenção é que pense na infinidade de oportunidades que estão sendo criadas e não exploradas.

Toda vez que vou começar a escrever um artigo, penso no objetivo e qual a mensagem que quero deixar, pois bem, a deste artigo é fazer com que você abra seus olhos para esta parceria Luxo e Internet. Quem sabe não pode ser daí que venha a surgir seu novo negócio?!

São destas reflexões que surgem as oportunidades de explorar o inexplorado.

Abraços,

Gustavo Zobaran

@GustavoZobaran

Comentários do Facebook

Comentários